Solicite uma proposta

Quer saber mais sobre os produtos escriba? Nós entramos em contato:

×

O uso da tecnologia nos cartórios

dezembro 10th, 2018 notícia por

A automatização de processos dentro das empresa cresce rapidamente, o que gera novas formas de trabalho mais simples e de qualidade. Uma pesquisa feita pela consultoria PwC em 2017 no Reino Unido, revela que 20% dos empregadores nas áreas de finanças, contabilidade, transporte e distribuição espera que em torno de 30% dos postos de trabalho estejam automatizados até 2030.

No caso dos cartórios, a tecnologia tem se tornado tão importante que a Corregedoria Nacional de Justiça (CNJ) publicou o Provimento nº 74/2018 com requisitos de segurança mínima da tecnologia e informação para os cartórios.

A atividade notarial já começou a aderir a automação e os benefícios são muitos. Alguns softwares de gestão realizam procedimentos de forma segura e eficiente, além de auxiliar os cartórios a melhorar seus serviços e agilizar o atendimento. Há ferramentas desenvolvidas exclusivamente para cartórios que simplificam processos e permitem que os profissionais se concentrem em atividades mais importantes.

 

Segurança e tecnologia nos cartórios

A tecnologia é uma grande aliada no trabalho, trazendo mais rapidez e inúmeras possibilidades. Todavia, junto com o maior uso de computadores e informações compartilhadas via internet, vêm o risco de ataque a informações e perda de dados. Por isso, é essencial que sejam tomados alguns cuidados para garantir a segurança dos dados.

Listamos aqui três ações essenciais para garantir a segurança do seu cartório:

 

Firewall

Um firewall é o caminho que toda informação de uma rede local precisa passar e ser fiscalizada antes de entrar ou sair de uma rede de dados, permitindo ou bloqueando tráfegos específicos.

Sua função é proteger e garantir melhor funcionamento dos sistemas e controlar o acesso a rede do cartório. Além de evitar ataques de vírus, sequestro de dados (Ransomware), roubo de informações e melhorar a privacidade dos dados.

 

Antivírus

Os vírus podem vir de e-mails, anúncios em sites não confiáveis, pendrives e até mesmo de downloads. Portanto, a função do antivírus é proteger a máquina de sites infectados, arquivos corrompidos e dispositivos externos que estejam contaminados com trojans, malwares e outras ameaças.

 

Segurança Física e do ambiente

Além da segurança digital, as empresas necessitam garantir a segurança física e do ambiente para que seus dados estejam realmente seguros. O objetivo é evitar acesso físico não autorizado, danos e interferências nas instalações e informações do cartório. Assim como a impedir perdas, avarias, furtos ou comprometimento de ativos e acarretando na interrupção das atividades do cartório.

Equipamentos de rede como firewall, roteadores, switches e servidores, devem estar em

um ambiente separado, com controle de acesso e com climatização adequada para garantir seu bom funcionamento, conforme indica o Provimento nº 74.

Como está a segurança em seu cartório?

Conte para nós quais as principais ações que realiza para garantir a segurança dos seus dados.
E, se ficou com alguma dúvida, comente aqui no post.